segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

My December

Tenho dificuldade para me concentrar em algo...minha mente viaja, viaja e viaja...muitas coisas..daí dividir o cérebro é uma missão impossível...


Comemoração pelo Publimix e encerramento do curso.


Conclui o curso e agora sou um Técnico em Publicidade e Propaganda, e ainda de lambuja minha agência ganhou o Publimix (concurso interno). Bah foi pra fechar com chave-de-ouro. Os agradecimentos vão para: Gabriel (meu amigo) que foi o 1º a me incentivar a fazer o curso; Cris e Jacque (minhas parceiras da Sublime Comunicação Total) pelo apoio, paciência e por complementarmos “Acho digno ser Sublime”; Claudinha, Marinice, Andria, Márcia, Marinho, Miguel e Jorge (professores)deram toda a base e o impulso pra continuarmos; e a todos os colegas que compartilharam um ano de aprendizados, noites sem dormir, boas risadas...
Nossa, ficou parecendo discurso de formatura hehe




Os dois últimos posts falavam sobre uma pessoa que conheci, me relacionei e depois não tínhamos mais nada. Ainda não temos, quer dizer... voltamos a ficar, vamos para praia juntos agora no natal, passaremos o réveillon juntos e tals. Não é namoro. Nunca vivi nada parecido, vamos tocando enquanto ninguém se machuca (?). To mais calmo e fazendo minha parte. E nunca esquecendo que qualquer relação e formada por mais de um lado.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

FAIL...

Pois então, eu ia excluir o post anterior, mas na vida as coisas não funcionam assim, apenas mudei o titulo (obrigadinho Sandy). É mas como tava recém começando mesmo, vou tocar o barco.
Enganei-me OUTRA vez.
Tiro uma lição nova sempre, pois relacionamentos não têm fórmulas prontas, mas experiências a deixar. Entramos num acordo e tals, só que é óbvio que a relação será bem diferente agora, afinal amigo é AMIGO. Mesmo assim gosto dessa pessoinha, gostava desde antes de ficarmos e isso sim não vai mudar.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

ABRI OS OLHOS!!! [É por você que eu fecho os olhos...]


" Preciso tanto aproveitar você, olhar teus olhos, beijar tua boca..."


Sim, ta rolando uma vibe “love is in the air” recém começando, mas ta muito legal...bem diferente de tudo até hoje..tava na hora de aprender né Marcelo?!
Já sabíamos da existência um do outro, por conhecer pessoas em comum, daí pouco mais de um mês atrás nos conhecemos oficialmente. Algo aqui dentro me dizia que ainda o conheceria...
Tudo está acontecendo gradualmente. Hoje estamos “comprometidos”, não usamos o termo namoro, mas tem o mesmo status... hehe
Sabe quando sente falta daquela pessoa e TODOS os momentos ao seu lado são simplesmente PERFEITOS... é assim que está acontecendo.
Quando ele fala sinto toda uma sinceridade... e olhando nos olhos então, isso se confirma.
Os detalhes fazem à diferença, é uma música que eu gosto e ele colocou na playlist... é o abraço...o beijo..a conversa (e fala a criança...rsrs) é o fazer planos realizáveis, poder falar bobagem ou coisa séria...sair pra dançar ou ficar deitados por horas...
É só o começo, mas tudo na vida tem que ter um começo. Né?!

domingo, 8 de novembro de 2009

Verdade ABSOLUT


O silêncio é tão forte quanto o verbo.

Ando meio sem tempo para o blog (ainda?!). Estou me renovando. Conhecendo novos tipos de arte, novas opções de lazer, novas pessoas. Em processo final de curso, me formo em dezembro! Algumas decepções, profissionais e pessoais, fizeram repensar esse meu jeito “bonzinho” de ser. Estou mudando no serviço e com algumas pessoas em especifico, infelizmente. Ganhei mais uma afilhada, minha sobrinha Manoella, irmã do Gabriel. Fiquei realmente emocionado, pois tinha uma relação bem complicada com minha cunhada. O tempo faz milagres. Falando nisso perdi 5 kg e a academia nova é bem estimulante. Acho que vai rolar a sunga branca tão esperada... Não sou o maior fã da rotina, mas até estou me sentindo bem ficando em casa aos finais de semana. Num desses últimos andei chorando por NÃO QUERER planejar um futuro, PARA PODER realizá-lo. É “vou deixar a rua me levar...”
Ando numa vontade louca de rir e chorar ao mesmo tempo....de fugir e ficar...

domingo, 1 de novembro de 2009

Foi minha opção...NOT!




Algumas barreiras da homossexualidade já foram vencidas. Uma delas, ser chamada de homossexualismo o que remete a doença. Outras VÁRIAS ainda por se vencer. Andei lendo esses dias, em algum blog um ser que se intitulava “Homossexual e cristão”. Ok, até ai nada de estranho afinal Cristo, pelo que me recordo, não JULGAVA ninguém por sua sexualidade. Mas esse mesmo homo-cristão disse que sua opção sexual o incomodava, e que se pudesse escolheria ser normal. Oi? Primeiro acredito que ele equivocou-se ao escrever OPÇÃO, pois todos nós já sabemos que não se escolhe ser homo, hétero, bi ou assexual. E que não existe nenhuma relação com criação, costumes, traumas e etc, como ele "justificava". A pessoa nasce assim e ponto. Chama-se de ORIENTAÇÃO SEXUAL, pois está ligada ao gênero ( masculino / feminino ) pelo qual a pessoa sente atração. Em segundo lugar, se ele não é normal, deve ser um alienígena ou será um mutante, quer dizer... pensando assim nunca poderia ser HUMANO.


Escrevi esse post sem conhecer as circunstâncias em que a bee vive. Espero que as pessoas, principalmente os gays, tenham noção que existe todo um trabalho de conscientização, justamente para esses dois temas: ORIENTAÇÃO sexual e "NORMALIDADE".

Enfim, cada um com seu blog né?! E o assunto, esse sim, é uma questão de opção.

OBS: se não votou ainda, segue o link do abaixo-assinado para criminalização da homofobia. SE JOGA AQUI.

sábado, 24 de outubro de 2009

Descasca que é BEM melhor...


Imagens que falam por si só...


Dizem que a melhor parte das frutas e legumes está na casca, por conter vitaminas, proteínas, etc... Mas isso não serve para os humanos. E mesmo assim insistem em querer o mais “bonito”, a mais “gostosa”... mulheres fruta, homens objeto...Aí vem toda uma questão da cultura do consumismo, porque né: TUDO é descartável hoje em dia! Até as pessoas? Às vezes por merecimento. Sim, de que adiante ter uma casca bonita e o conteúdo podre? Comigo funciona meio clichê: conjunto da obra. Tem que me atrair não só fisicamente. Mas nada de perfeição, nem física nem mental. 
Reza a lenda que: ficamos por atração, apaixonamos pelas qualidades e amamos pelos defeitos.

domingo, 11 de outubro de 2009

Um tal Cara Valente...



Por que tenho dificuldades para me apegar? Por não querer sofrer com uma provável perda. Talvez por ser egoísta demais, humano demais ou por já ter perdido demais. E assim vou fazendo de conta que sou forte suficiente para estar sozinho. Não deixando que outros “cuidem” de mim, como dizia um ex.

Nunca sei: ligar pode ser pegação de pé, não ligar é descaso..quer dizer depois eu que sou confuso!


Espero aprender e "Baixar a guarda” um dia, quem sabe, talvez...

Prazo de Validade

A única certeza que temos na vida é a de que um dia iremos morrer. Com esse pensamento tento confortar-me nesses últimos quinze dias, após a morte de meu avô paterno. Foram anos morando juntos. Anos morando longe e visitando-o as vezes... Só que depois de perder meu pai – há treze anos - a ligação com meu vô Hermes ficou mais forte. Precisávamos um do outro. Voltamos a morar juntos esse ano e acredito que ele esperava por isso... para “descansar” em paz. Um pedaço de mim foi junto!
É curioso, pois cada um tem seu prazo de validade. Quem fica tem que se readaptar: aquele ente partiu, outros chegam, outros "partem" de outras formas e assim segue a vida. Mas as pessoas são insubstituíveis sim. Cada uma com seu papel, independente do grau de importância.


Desde as brigas para educar, até o chimarrão da manhã...sentirei faltas suas meu vôzinho. Sempre.
OBRIGADO POR TUDO.

sábado, 26 de setembro de 2009

Marcelo Intensidade Pianessolla

Não sei por que, mas acho a minha cara esse poema.


TE OLHO NOS OLHOS
Te olho nos olhos e você reclama

Que te olho muito profundamente

Desculpa,
Tudo que vivi foi profundamente
Eu te ensinei quem sou
E você foi me tirando
Os espaços entre os abraços,
Guarda-me apenas uma fresta

Eu que sempre fui livre,
Não importava o que os outros dissessem.

Até onde posso ir para te resgatar?

Reclama de mim, como se houvesse a possibilidade
De me inventar de novo

Desculpa se te olho profundamente, rente à pele
A ponto de ver seus ancestrais
Nos seus traços
A ponto de ver a estrada muito antes dos seus passos

Eu não vou separar as minhas vitórias
Dos meus fracassos

Eu não vou renunciar a mim

Nenhuma parte, nenhum pedaço do meu ser
Vibrante, errante, sujo, livre, quente

Eu quero estar viva e permanecer
Te olhando profundamente.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

E quando eu crescer?

Muito ouvi isso quando era criança: - O que você quer ser quando crescer?


Sempre fui o exemplo da família (?) estudioso, inteligente, católico, educado, blá, blá, blá... só que isso me fez criar certa aversão a projetos, expectativas, etc e tal. Daí quando eu cresci comecei a fazer o que dava vontade. Sem me PRÉ-ocupar. Não por descaso, só não aceito o fato de tudo girar em torno da profissão, dentre outras “normas sociais”!

Agora estou no meu terceiro curso técnico. Já tentei Química, após dois semestres desisti, pois achei parado demais e sou inquieto. Depois foi a Contabilidade, três semestres e até gostei mais, porém muito introspectivo e preciso interagir. No final do ano me formo em Publicidade, e desta vez creio que acertei.

Claro, sempre me dediquei e sei que não seria mau Químico ou Contador. Apenas frio e racional, assim como vários “profissionais” por aí. In Felizmente não consigo ver só o lado material-financeiro da coisa, preciso gostar do que estou fazendo.

A publicidade me mostrou outros ramos dentro dela, um deles é a Psicologia. Há algum tempo eu já cogitava essa idéia, mas não tinha uma direção. Talvez tenha começado pelo final, ou nem trabalhe com Publicidade!



But, When I Grow Up...

“ And Be careful what you wish for 'cause, You just might get it!”

sábado, 12 de setembro de 2009

A parte que me toca

Final de semana:
- Mil coisas na cabeça, porque, por quê? PQP! ¬¬'
- Um encontro inesperado... pessoa fantástica! \o/
- Sábado chuvoso com a família. XD
- Sair pra balada ou assistir filmes? Filme
- Cartaz para terminar bla, bla, bla... Objetivos
- Visitar o baby da amiga! Fabricio seja bem vindo.
- Visitar o amigo ferido. Rodrigão, força guerreiro.
- Atualizar o blog (decentemente) É "tamo" aí...
- Organizar CD's/DVD's OK
Acho que esses dias tomei um "fora" ..ah e esqueci de dizer:
OBRIGADO PELA PARTE QUE ME TOCA.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Antes só...


Get Your Own Player!







Carrego meu Mp3 Player sempre comigo. Nele tem música para todas as ocasiões. Sério! Ultimamente ouço as mais dançantes, já que não vou a uma boa festa há meses... No trajeto casa - serviço - academia - escola - casa, prefiro pop. MPB, porém não tem hora. Sinto uma vontade súbita e paro qualquer que seja o som. O que complica é quando começo a ouvir música romântica. Não é que não goste dese tipo. Sinto que elas remetem a contos de fada... ou tragédia. Nessa minha solteirice elas me fazem mais bem quando preciso chorar. Recolho-me por alguns minutos e deixo fluir a água, levando tudo que me afligia. Claro que minha auto-estima ariana não me deixa para baixo por muito tempo. E sigo o baile. Postei algumas  aqui como complemento, contudo sei que falam por si. SÓ.

sábado, 5 de setembro de 2009

I'm done

Buenas...iria escrever um post nesta fria noite de sábado...e justamente ao ler o 3 sem tirar encontrei algo muito interessante e parecido com minha idéia.
Reproduzido abaixo na integra, fala mais do que eu mesmo pensava ...


Atenção
Eu gosto de atenção.Gosto de ser investigado. Gosto de gerar intrigas na forma em que sou enxergado. É um aspecto comum? Não sei. É um aspecto saúdavel? Nem sempre.

Despertar interesse é difícil. Mas demonstrar interesse é cada vez mais uma comodity alto valorizada no mercado dos sentimentos. Principalmente porque poucos detém a facilidade de lançar mão dela.
E eu sinto falta disso. De atenção. De interesse. De incômodo e de ânsia para decifrar o que não sabe de mim.
E ninguém nunca me deu tanta atenção quanto uma única vez.
O único problema dessa necessidade é como nos sujeitamos a aceitar poucas doses de atenção em troca de muita consideração. Cansei disso porque é uma saída simples e covarde demais pra quem merece mais. Ou não merece nada. Enfim.
O que eu quero dizer é que ultimamente eu andei procurando atenção em várias modalidades, mas nenhuma solução foi satisfatória pra acalmar meu coração.


you only see what your eyes want to see...

Mês do desgosto...



Até que enfim....

Pois é, Agosto deste ano foi realmente o mês do desgosto...

Se bem que esta semana já era Setembro, e mesmo assim sobraram alguns resquícios!

Tudo bem, nem sempre vivemos só de bons momentos...mas do jeito que foi não dá.

Espero que dê um giro de 180° agora.

não aguento mais tentar...

não aguento mais rotina...

Não aguento mais!

sábado, 29 de agosto de 2009

Na seca!

"Sempre chega a hora da solidão. Sempre chega a hora de arrumar o armário..."


Hoje à tarde trabalhei. Estava um tanto preocupado, foi uma "convocação" para hora-extra. Porém tudo mudou repentinamente... do jeito que gosto. O imprevisível me atrai. Bom foi reencontrar alguns colegas, pena que por pouco tempo... pois retornei para trabalhar no meu "batlocal". Ah o tempo, sim é sobre ele mesmo meu post. Já comentei algo aqui no blog.
Mas numa conversa com um colega, falávamos sobre essa que é a única coisa imutável, além da morte. O Tempo tem um poder do qual o homem não tem controle nenhum. As coisas mudam independente de nossa vontade. Falo isso de um modo geral, claro que muitas coisas dependem de nossas escolhas, para mudar ou não. Envelhecer não é uma delas. Daí me pago conversando com um colega, que começou a trabalhar quando eu recém estava nascendo... Afastar e aproximar pessoas tem influência direta do tempo. Mais do que pensamos.
Tenho um pequeno problema com planos a longo prazo... e só agora que estou conseguindo cumprir alguns. Impulsividade ariana é foda. E a imaturidade também não favorecia.
Estou arrumando tempo para mim. Fazer coisas "comigo mesmo". O que já gostava, o que ainda não conhecia, e o que precisava ser feito... ler mais livros, assistir mais filmes, baixar e ouvir mais musicas. Trabalhar mais.
Toda aquela necessidade de ter alguém me impedia disso.
Sei bem que não se vive sozinho, mas não dependo de um relacionamento amoroso/sexual.
E faz TEMPO que não chove na minha horta. Deve ser porque gosto de tempestade e não de sereno..
Talvez meu "grande amor" nem seja dessa vida. Né?!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Outros 500

Assisti esse vídeo uns dias atrás, num dos meus blogs favoritos: Blog do BHY . Resolvi retransmiti-lo ;-)



Só espero que não leve 500 anos para esta liberdade chegar aqui...

domingo, 23 de agosto de 2009

NOW IT'S "WE"


Get Your Own Player!


Busca-se uma nova vida!

"Quem me dera ao menos uma vez... não ser atacado por ser inocente!"

Ando meio sem tempo mesmo..ou quando tenho ideias elas se perdem e não chego a escrever post nenhum ¬¬
Ontem fiz uma "Tarde-cultural-cool" Saímos para ver algumas exposições, Jaque e eu.
Dai o nome do post.
Essa foto é de uma dessas exposições, mais especificamente da Usina Urbana.
Pensei sobre ela no percurso de volta para casa.
Nunca vivi essa vida feita de padrões e tendências.. influências.. necessidades de aceitação.
Meus AMIGOS sabem... e sempre souberam que sou gay. Outras pessoas agora com o blog, também tem certeza.
Nunca menti sobre isso, mas já omiti. Não tenho paciência para inventar que namoro meninas, ou que acho fulana "gostosa".
Se me perguntam, respondo um SIM.
Eu sempre soube. Mas pronunciar (para si) é bem mais forte.Claro que tudo fluiu melhor desde que aceitei isso.
Acredito naquela máxima que a palavra tem muito poder. Ela me deu poder!
Posso conviver com colegas de serviço, familiares, colegas de aula, estranhos(amigos de amigos e afins), amigos (óbvio!)...
Até criei uma pequena HETEROFOBIA! rsrs
Não aceito certos diálogos vazios com héteros idem. Isso vale para gays vazios também!
Mas convivo muito bem com todos os tipos de pessoa. Porém "não sou obrigado" a relacionar-me!
Afinal: "Conviver com nossos iguais é legal, mas é muito mais evolutivo relacionar-se com o diferente.O incomum acrescenta e o comum te estagna!"

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Recordar é viver...


Ora, pois, mais de uma semana sem escrever aqui... =O
Então vamos lá!
Correria geral, aproveitando as férias e tals...comecei a malhar (de novo, mas agora vai).
Conheci e REconheci muitas pessoas bacanas nestes dias. A dona distância que me perdoe, mas não vai atrapalhar em nada!
O pessoal que conheci peloTwitter SHOW, sérinho né?! Sem explicação! Alguns com uma relação praticamente de amizade. Por que não?
Como não se vive só do presente. Sábado fui à festa do grupo de jovens, que “sucedeu” o grupo que eu participava.
Sim, já participei de grupo da igreja católica, e por incrível que pareça me ajudou horrores na “aceitação”.
Também foi uma festa de reencontro com meu grupo...pessoas importantes de minha vida, que hoje não vejo com tanta frequência, mas que estarão sempre em meu coração.
Pode até soar clichê, mas sentimentos são sentimentos!
Falando nisso... me “bate a porta” o ex...ai ai...Volta o filme!...Outra vez...
Mas, nada de repetir, será tudo novo! A vida mostra e já vi BEM “com olho em carne viva, retalhada” Como estou na boa não custa.
Tô levando outra vida, outros projetos, quem sabe: “Vale a pena ver de novo."

Get Your Own Player!


domingo, 2 de agosto de 2009

Suuuuuuuper COOL

Tks ms. Jaque


Buenas, sábado dia 01 conclui o curso de Fotografia Digital. Foi um curso básico, mas todo meu Julho de 2009 foi perpassado por ele. Inclui-se aí: um término de namoro, a criação do blog, algumas pessoas maravilhosas que conheci, outras que “desconheci”, enfim tudo que este mês divisor de águas representou.

Algumas tentativas de foto estão no meu Orkut e postarei aqui.

Sobre o término do namoro já falei aqui. Ocorreu neste dia mesmo?!

Criei o blog para meus momentos, uma auto-analise talvez. Não é um diário, nem muro das lamentações, não faço apologia a nada e nem peço que me sigam. É Cara de COOL, pelo trocadilho que pode ser feito - Cara de CU - não para parecer um cara Cool = legal, (to mais para o outro significado > fresco, rsrs).

As pessoas...bah reencontrei amigos de tempos atrás, da época em que eu participava da Pastoral da Juventude, isso é bom. Com algumas pessoas deixei de falar, quem não acrescenta nada... isso é ruim. Ah, também criei laços de amizade com uma tal de Jaqueline. Sim uma das pessoas “mais maravilhosas” que conheci nos últimos tempos. Minhas outras amigas que me perdoem, mas se tratando de Julho não poderia deixar de citá-la. Minha parceira de curso, dos bares, das risadas, das lamentações, das “viagens” e o Rodrigo, namorado dela, tem uma paciência de Jó.

Como sou meio xucro mesmo, isso aqui é uma forma de dizer: Muito obrigado! Pois graças a ela me inscrevi no curso e fiquei apaixonado pela “arte de fotografar”.


P.S: a foto deste post eu que bati, e como a Jaque aprovou taí a homenagem.

Reflexões de Agosto..

Arriscar é viver
Soren Kiekegaard


Rir é arriscar-se a parecer louco.

Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.

Estender a mão é arriscar-se a se envolver.

Expor seus sentimentos é arriscar-se a expor o seu eu verdadeiro.

Expor suas idéias e sonhos em público é arriscar-se a perder.

Viver é arriscar-se a morrer.

Ter esperança é arriscar-se a sofrer decepção.

Tentar é arriscar-se a falhar.

Mas... é preciso correr riscos.

Porque o maior azar da vida é não arriscar nada...

Pessoas que não se arriscam, nada fazem, nada são.

Podem estar evitando o sofrimento e a tristeza.

Mas assim não podem aprender, sentir, crescer, mudar, amar, viver...

Acorrentadas às suas atitudes, são escravas, abrem mão da sua liberdade.

Só a pessoa que se arrisca é livre...

Arriscar-se é perder o pé por algum tempo.

Não se arriscar é perder a vida...

terça-feira, 28 de julho de 2009

Bye, bye...

As relações amorosas começam e terminam com a mesma sensação: estar no ar. No inicio é nas nuvens, quando acaba é sem chão! E vai se levando, com a mesma rapidez que apaixona, desapaixona. Até um dia talvez encontrar um amor. Assim aprendemos a não criar expectativa, não esconder nada, não impor nada e nem deixar que imponham! Paixão é uma via de duas mãos. Só que uma delas sempre fica abanando...

Get Your Own Player!


domingo, 26 de julho de 2009

Amor, meu grande amor...

"você me pergunta pela minha paixão..."

O homem da minha vida é um canceriano de seis anos, se chama Gabriel: meu sobrinho. Conclui isso neste final de semana. Ao segurar sua mão, me olhou com toda confiança e segurança que precisávamos ele precisava! “Conversamos” sobre muitas coisas, dentro de seu pequeno universo de informações, mas estávamos à vontade. Nunca havíamos ficado tanto tempo longe, foram uns 6 meses de apenas curtas visitas. Desta vez ficará aqui durante minhas férias. Ele fez algumas exigências simples e eu outras, como toda relação. Existem inúmeras teorias sobre o amor e tal...creio que amor é AMOR e ponto. O sentimento é o mesmo. Amamos as qualidades e os defeitos, elogiamos, criticamos, incentivamos, perdoamos (ou não), desejamos, precisamos, sonhamos, realizamos, enfim tudo que amar signifique, logicamente, dentro do grau de “conexão” existente. Ele nem sabe ainda o que significa amar, porém o demonstra tão sinceramente que nem precisa entender. Seus olhos brilham e transparece toda a felicidade de estar ao meu lado. Quando lhe reprimo “engole a seco”, pois sabe que faço para seu bem – amor incondicional. É incomparável o que sentimos um pelo outro e tenho certeza que não dissolverá...

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Filosofia de buteco..."das boa"

"Viva la vida..."


“Bêbados são seres que bebem até a borra de um gole só. Mas então estremecem porque na borra vêem a si próprios outra vez. Através do vidro da garrafa observam mundos longínquos. Se tivessem mais miolo e bom gosto, seriam astrônomos."

(Charles Bukowski)

quarta-feira, 22 de julho de 2009

"Eu posso"




“Um ariano nunca será monótono, desde que você tenha versatilidade e fôlego suficientes para acompanhá-lo. Além do mais, ele sempre será um tipo bem-intencionado, sem qualquer malícia.”

Anarquismo e liberdade vêm no Kit, junto com fidelidade e afeto!

Agora não me deixe aqui solito e bocejando!

E outra, vê se não demora. Não é bem uma ordem... mas fikdik.

Era tanta saudade...

... Saudades de quando?


- Alô?
- Oi, tudo bem?
- Tudo, e contigo?
- Também!
- Vem me ver?
- Bah não vai dar, tenho outro compromisso.
- Então tá. Beijos e te cuida.
- Você também. Beijão.
- Saudades!
- ...

terça-feira, 21 de julho de 2009

Pode fugir de você?


Hoje assisti um dos filmes mais penosos e humanos: XXY. É um drama, não é trágico nem exagerado. Achei forte, polêmico, questionador. Real. Mas não se limita ao tema principal, todo o contexto também o é. Meios diálogos, suspenses, preconceito interior e exterior. E quais os limites do ser humano? E as limitações? O que é masculino e o que é feminino?

Acredito que não exista uma resposta padrão. Porém quando começa a fazer mal, quando se sofre mais do que é feliz: allora basta!

Sendo meio egoísta, fiquei até aliviado, comparando meu contexto ao da personagem principal. No entanto me identifiquei bastante. Sentimento é o que a conduz, em todas as escolhas. Isso é irreprimível...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Estranho jeito de amar

Sua chamada esta sendo encaminhada.... hã?!
Quando queria muito - mas muito mesmo - acabava assassinando os relacionamentos. Amizades, namoros, empregos, familiares e afins. Era meio Felícia. No fundo quem estava preso (a mim) era só eu. Hoje é o contrário. Set me free. E Isso não significa que goste menos dos meus, pelo contrário, gosto muito mais.

Certa vez ouvi: - Que seja eterno enquanto dure, meu querido! Bah..mas e o quanto eu me dedicava a esse relacionamento, valia a pena?

>> Pausa dramática <<

( ) não (x) SIM.

Sim, aprendi com ele a independência que não tinha, e que não aceitava.

Isso não é otimismo não. É intensidade. Viver e aproveitar ao máximo cada minuto, onde e com quem lhe faz realmente feliz. Autoconfiança e sinceridade são um bom começo.

Já que “pra sempre, sempre acaba...” né?!

Adooooooro


Nova música da Pitty, a letra é F... !!!!

ME ADORA

Tantas decepções eu já vivi
Aquela foi de longe a mais cruel
Um silêncio profundo e declarei:
“Só não desonre o meu nome”

Você que nem me ouve até o fim
Injustamente julga por prazer
Cuidado quando for falar de mim
E não desonre o meu nome

Será que eu já posso enlouquecer?
Ou devo apenas sorrir?
Não sei mais o que eu tenho que fazer
Pra você admitir

Que você me adora
Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber
Que você me adora
Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber

Perceba que não tem como saber
São só os seus palpites na sua mão
Sou mais do que o seu olho pode ver
Então não desonre o meu nome

Não importa se eu não sou o que você quer
Não é minha culpa a sua projeção
Aceito a apatia, se vier
Mas não desonre o meu nome

Será que eu já posso enlouquecer?
Ou devo apenas sorrir?
Não sei mais o que eu tenho que fazer
Pra você admitir

Que você me adora
Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber
Que você me adora
Que me acha foda
Não espere eu ir embora pra perceber

quinta-feira, 16 de julho de 2009

ReflexÃO

Desculpa!Tudo que vivi foi profundamente...


"Um dia frio, um bom lugar pra ler um livro...e o pensamento, aqui, em mim!"

Introspectivo total. 12° em Poa. Foi um dia atípico, do serviço direto pra casa.

Poucos diálogos. E quem realmente faz PARTE de minha vida? Saí do banho e olhei meus olhos no espelho...afim de ver minha própria alma e achar essa resposta.

“Só não sei dizer, se esse meu ver, se pode explicar...”

Músicas, cheiros e imagens me acompanham até a hora de repousar.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Sr. Tempo Bom

" tempo de rasgar e tempo de costurar; tempo de calar e tempo de falar.." Ecl 3,7

Meu timer sempre foi meio confuso, oposto. Ora acelerado (quando as pessoas eram mais lentas), ora lentíssimo enquanto queriam “mais” de mim... E assim foi por um bom tempo.

Até inicio de 2009.

Já consigo administrar bem mais minha agenda. Afinal: são 25 anos; trabalho; aula; lazer³; namoro; família....e sempre consigo tempo pra mais.

O tempo em questão não é o do relógio, mas ele influencia direto minhas ações e reações. Como bom ariano, sou impulsivo. Isto eu já consegui tento controlar melhor.

Ando até preocupado... controle demais... rotina demais... certinho demais... Sinto saudades dos velhos tempos.

Houve um tempo, em que não acreditava em tempo, sabe? Fazia a linha Peter Pan. Menos preocupações... menos obrigações... menos inquietações...

Tai um caso onde mais (tempo) = menos (realização)!!!!

domingo, 5 de julho de 2009

Ciega, Sordomuda...

"I swear"

Quem estipulou que precisamos falar(verbalmente) quando sentimos algo?

Existem gestos que G R I T A M!!!

Tudo muito claro, direto e objetivo às vezes (quando falo de emoções) perde a graça. Uma pitada de suspense instiga o desejo..."Deixa assim, ficar subentendido" já dizia Lulu.

O fato é que ao apaixonarmos, perdemos a noção! E esse é o lance mágico...caso contrário seria razão, com todos os seus roteiros a serem seguidos e blá, blá, blá.

Às vezes perdemos até o ar...

“Se me acaba el argumento y la metodologia, Cada vez que se aparece frente a mí tu anatomía(Shakira)

Apenas devemos cuidar o tempo das coisas, para que o medo de falar silêncio, não nos faça perder o encanto!

"Vambora" ser felizes Now!!!